Transplante biológico pode ser uma saída para maior produtividade em lavouras com solos degradados


Sabe-se que no Brasil existem muitas áreas de plantio que foram utilizadas por muitos anos inadequadamente e agora estão “pobres”/degradadas. Diante desse problema, pesquisas foram feitas para tentar tornar tais áreas mais agricultáveis, sendo assim, a parceria da EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) juntamente com a empresa Revbio (empresa que produz fertilizantes microbiológicos), contribuiu contra essa barreira, testando algumas culturas de interesse comercial, como o feijão, soja, milho e cenoura.


Nesse estudo em conjunto, se fez o esclarecimento de que é possível alterar a microbiologia da rizosfera (onde se fixam as raízes), e consequentemente, melhorar qualitativa e quantitativamente a parte aérea das plantas, desse modo, a transferência de microrganismos biologicamente ativos do solo de uma área com alta produtividade (sem problemas fitossanitários) colabora em áreas com desequilíbrio biótico.


A técnica conhecida como “transplante biológico” possibilitou que as empresas já citadas controlassem as condições de produção agrícola de uma área, tendo uma adequada interação entre os genomas vegetal e microbiano, aumentando a produtividade das culturas testadas de 10 à 30%, incluindo a melhoria na resistência de pragas e doenças. O solo retirado da área em equilíbrio foi adicionado à substratos orgânicos já preparados; na comunidade microbiana total tinha presente microrganismos endofíticos (presentes no interior das plantas e rizosféricos) e diversos outros.


Como de conhecimento, existem culturas que podem conter microrganismos antagônicos para outras, logo, em virtude do perfil bacteriano de plantas inoculadas com o ‘pool’ de microrganismos que foi enriquecido com grupos bacterianos promotores de crescimento, desenvolveu-se uma linha de produção específica para cada lavoura e fase de interesse (pois varia de acordo a fenologia da planta). André May (pesquisador da Embrapa), diz que, “Os produtos advêm da parte aérea e das raízes das plantas, com funções e formas de aplicação diferentes”.


Portanto, a tecnologia com o uso de comunidades de microrganismos benéficos vem se destacando cada dia mais, a inclusão de bactérias e fungos em áreas produtivas potencializa os sistemas de produção e ajuda o meio ambiente, tornando solos agrícolas mais equilibrados e responsivos, sem o uso exorbitante de fertilizantes e corretivos.

 

Se interessou pelo conteúdo?

Entre em contato conosco! Podemos entregar a melhor solução para sua propriedade Rural.

Ramo da Terra – Soluções Agrícolas e Ambientais

Av. Brasil Norte, 364, Sala 15, Ilha Solteira

Cel: (35) 98807-5190 (Guilherme)

Email: marketing@ramodaterraej.com

Facebook: facebook.com/ramodaterra

Site: https://bit.ly/ramodaterraej

 

Referências bibliográficas:


CANAL RURAL. Pesquisa da Embrapa demonstra melhora de produtividade para plantio em até 30%. Disponível em: <https://www.canalrural.com.br/noticias/agricultura/pesquisa-demonstra-melhora-de-produtividade-para-plantio-em-ate-30/>.


EMBRAPA. Transplante biológico entre plantas melhora produtividade de lavouras em até 30%. Disponível em: <https://www.embrapa.br/en/busca-de-noticias/-/noticia/68567784/transplante-biologico-entre-plantas-melhora-produtividade-de-lavouras-em-ate-30>.


Forbes AGRO. Transplanta biológico entre plantas pode melhorar produtividade em 30%. Disponível em: <https://forbes.com.br/forbesagro/2022/03/transplante-biologico-entre-plantas-pode-melhorar-produtividade-em-30/>.


















0 comentário

Posts recentes

Ver tudo