Testes de cultivares de trigo resistentes a Oídio

O oídio, vindo de um patógeno de fungo chamado de Blumeria graminis f. sp. tritici, é uma das primeiras doenças foliares que pode ocasionar na safra da cultura do trigo, na qual provoca como sintomas uma espécie de pó branco sobre folhas e colmo e reduz o rendimento dos grãos.


O inóculo do patógeno permanece na entressafra em plantas voluntárias de trigo, sendo facilmente disseminado pelo ar, principalmente em períodos de chuva, sendo de ciclo rápido, de 5 a 25 dias. A saída para controle do oídio é o uso de cultivares com resistência genética, em conjunto com outros manejos integrados.


Com o objetivo de fornecer informações para que o produtor rural faça boas escolhas para sua lavoura, foram realizados estudos no Instituto Agris para auxiliar no combate ao problema, foi conduzido na safra de 2021 um ensaio de cultivares, escolhidas de acordo com o critério de representatividade de mercado.


O estudo avaliou 25 variedades de trigo de quatro obtentores (Biotrigo Genética, Embrapa Trigo, OR Sementes e Semevinea) e concluiu que a escolha de materiais tolerantes ao oídio é fundamental para bons resultados nas lavouras do cereal. O ensaio mostrou que os materiais com maior incidência de oídio obtiveram menor rendimento. Portanto, uma boa seleção de cultivares tolerantes às doenças deve ser escolhida pelo agricultor, para alcançar uma boa produtividade.

 

Se interessou pelo conteúdo?

Entre em contato conosco! Podemos entregar a melhor solução para sua propriedade Rural.

Ramo da Terra – Soluções Agrícolas e Ambientais

Av. Brasil Norte, 364, Sala 15, Ilha Solteira

Cel: (35) 98807-5190 (Guilherme)

Email: marketing@ramodaterraej.com

Facebook: facebook.com/ramodaterra

Site: https://bit.ly/ramodaterraej

 

Referências bibliográficas:


FEITEN, Patrícia. Ensaio avalia resistência de cultivares de trigo ao oídio. 2022. Disponível em: https://www.correiodopovo.com.br/not%C3%ADcias/rural/ensaio-avalia-resist%C3%AAncia-de-cultivares-de-trigo-ao-o%C3%ADdio-1.838380. Acesso em: 17 jun. 2022.




0 comentário