• Ramo da Terra

Silício, Uma Vantagem Para a Produção em Áreas de Cerrado

Atualizado: Mai 17

O Brasil é considerado uma potência agrícola, destacando-se a cada safra por grandes recordes de produção. O país ocupa a 2º posição mundial de produção de alimentos, onde a cana-de-açúcar, milho, soja, arroz, trigo, café e algodão são as principais culturas cultivadas. Porém, segundo o representante da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), Alan Bojanic, em até 10 anos o Brasil pode-se tornar o maior produtor e exportador de alimentos do mundo.

Essa grande evolução na agricultura nacional está relativamente ligada as áreas de produção no Cerrado, hoje considerado “celeiro” do planeta. Para que ocorresse essa migração da agricultura, que antes concentrava-se em grande escala no estado do Paraná, foi necessário algumas mudanças e o surgimento de novas tecnologias. E foram devido a correção da acidez do solo, a adubação, ao melhoramento genético, aos aprimoramentos dos maquinários e novos métodos de manejo que as regiões do Cerrado passaram a ser a nova frente da agropecuária brasileira.

As principais adversidades que dificultam e atrapalham a produção no Cerrado são os períodos de veranicos e seus solos com alto grau de intemperismo, o que os caracterizam pelo alto nível de acidez e toxidez causado pelo alumínio (Al³+).


Colheita da Soja no Cerrado. Fonte: Alf Ribeiro


O uso do silicato de cálcio e magnésio que fornecem silício (Si) como corretivo e fertilizante é um meio de tentar reverter e diminuir os danos causados por essas adversidades. Sendo este um elemento benéfico, o Si proporciona vantagens quando utilizado nas lavouras que sofrem estreses bióticos e abióticos, o que é cada vez mais comum.

Solos ácidos e que apresam altos teores de Al³+ apresentam um ambiente desfavorável para o desenvolvimento das plantas, dificultando a absorção de alguns nutrientes e efeitos tóxicos. O Silicato de Cálcio e Magnésio é um corretivo e ótimo substituto do calcário agrícola. Quando utilizado corretamente, aumenta o pH do solo, além de diminuir a toxidez causada pelo Al³+, favorecendo assim o desenvolvimento da cultura.


Correção da acidez do solo. Fonte: HEHAGRO


Adubação com Si e a sua utilização como corretivo ainda possibilita outras vantagens. Quando absorvido, o Si acumula-se na parede celular das plantas, promovendo a estas uma maior resistência a veranicos, ataque de pragas e doenças.

Uma cultura bem nutrida de silício perde uma menor quantidade de água por transpiração, esse fator de adaptação é vantajoso quando ocorrem períodos de estresse hídrico.

Assim, a maior absorção desse mineral garante a planta uma maior proteção contra o ataque de pragas e doenças. O tecidos se tornam mais rígidos, dificultando alimentação das pragas, pois dificultam a sua digestão devido a sua dureza. No caso de doenças, além de dificultar a penetração dos patógenos, existe ainda a liberação de substâncias benéficas contra os ataques.

Portanto, o uso do Silício associado com as boas práticas proporciona ótimas condições para a lavoura, auxiliando no desenvolvimento das plantas, e assim, garantindo boa produtividade no final da safra.



Se interessou pelo conteúdo? Gostaria de um orçamento?

Entre em contato conosco! Podemos entregar a melhor solução para sua propriedade Rural.

Ramo da Terra – Soluções Agrícolas e Ambientais

Av. Brasil Norte, 364, Sala 15, Ilha Solteira

Orçamentos:

Cel: (18) 99717-6656 (João Pedro)

Cel: (16) 99209-9798 (Carlos)

Email: ramodaterra.comercial@gmail.com

Facebook: facebook.com/ramodaterra

Site: https://bit.ly/ramodaterraej



Referências:

https://www.agrolink.com.br/fertilizantes/nutrientes_361443.html

https://revistapesquisa.fapesp.br/2007/10/01/silicio-na-agricultura/

https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/CPATSA/35800/1/OPB1291.pdf

http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2015/08/fao-cita-brasil-como-candidato-a-futuro-maior-exportador-de-alimentos.html

© 2019 by Ramo da Terra - Empresa Júnior de Engenharia Agronômica.