Novo método de avaliação do solo identifica fatores limitantes de produtividade

Quando se pensa em uma agricultura tropical, grandiosa e capaz de alimentar o mundo, sabe-se que ela está diretamente ligada à qualidade dos solos, atributo que promove aumento de produtividade e redução de custos. Os aspectos essenciais para aumento da produtividade, garantia na estabilidade de produção e redução dos impactos ambientais decorrentes das atividades agrícolas, estão relacionados com à melhoria da fertilidade integral do solo, associada à fatores químicos, físicos e biológicos do solo, à cobertura permanente do solo e a adoção de diversas práticas conservacionistas, como o terraceamento e o cultivo em nível.


Visando avaliar o impacto do uso de tecnologias na fertilidade do solo, a EMBRAPA desenvolveu um novo método diagnóstico, que consegue identificar fatores que limitam a produtividade e afetam a estabilidade de produção. A metodologia foi testada e validada em áreas agrícolas do Paraná, em parceria com a COCAMAR cooperativa agroindustrial.


Os indicadores propostos na nova metodologia são o índice de qualidade estrutural do solo (IQES), determinado por meio do Diagnóstico Rápido da Estrutura do Solo (DRES) e a taxa de infiltração estável de água no solo. O método é capaz de realizar uma avaliação da propriedade a partir de duas frentes distintas. Em primeiro lugar realiza um diagnóstico sobre a qualidade do manejo e a fertilidade do solo (indicadores físicos e químicos) para identificar fatores relacionados ao solo que limitem a produtividade, a estabilidade de produção e a lucratividade. Além do visto, a metodologia consegue avaliar o impacto de modelos de produção, com maior diversidade e abrangência de espécies vegetais e aporte de palha e raízes, sobre a fertilidade do solo.


Uma grande vantagem é que o método pode ser reproduzido por cooperativas, órgãos de assistência técnica e empresas para fazer uma análise ampla da qualidade do solo, identificando gargalos que dificultam o aumento da produtividade, da estabilidade de produção face à ocorrência de adversidades climáticas e da rentabilidade nas diferentes regiões em que atuam.


A sustentabilidade de todo o sistema de produção passa pela capacidade de realização de um plantio direto de qualidade, além disso a utilização de tecnologias que ampliam a disponibilidade de água nas plantas está diretamente relacionada com o aumento da produtividade e estabilidade de Produção, envolvendo a construção de um perfil de solo sem impedimentos e restrições ao crescimento radicular. A melhoria da estrutura do solo favorece o crescimento radicular e proporciona maior taxa de armazenamento e infiltração de água, bem como otimiza os fluxos de oxigénio e nutrientes do solo para as raízes.

 

Se interessou pelo conteúdo?

Entre em contato conosco! Podemos entregar a melhor solução para sua propriedade Rural.

Ramo da Terra – Soluções Agrícolas e Ambientais

Av. Brasil Norte, 364, Sala 15, Ilha Solteira

Cel: (35) 98807-5190 (Guilherme)

Email: marketing@ramodaterraej.com

Facebook: facebook.com/ramodaterra

Site: https://bit.ly/ramodaterraej

 

Referências bibliográficas:


EMBRAPA. Avaliação do solo identifica fatores que limitam a produtividade. 2022. Disponível em: https://www.agrolink.com.br/noticias/avaliacao-do-solo-identifica-fatores-que-limitam-a-produtividade_461214.html. Acesso em: 20 jan. 2022.


EMBRAPA. Embrapa: Novo método de avaliação do solo identifica fatores que limitam a produtividade. 2022. Disponível em: https://www.noticiasagricolas.com.br/noticias/agronegocio/307167-embrapa-novo-metodo-de-avaliacao-do-solo-identifica-fatores-que-limitam-a-produtividade.html#.Yen4J-rMLIW. Acesso em: 20 jan. 2022.















0 comentário

Posts recentes

Ver tudo