Déficit hídrico: Embrapa propõe solução para lavouras de Soja

A disponibilidade hídrica é um dos fatores climáticos de maior importância na produtividade da soja e o acompanhamento das previsões do tempo é essencial para um melhor planejamento da safra evitando perdas que podem vir a ocorrer por estresse hídrico. Procurar possibilidades para atenuar esses efeitos, é de grande valia, visto a importância socioeconômica da cultura para o país.


Nas últimas três safras, somente o Rio Grande do Sul e o Paraná, segundo e terceiro maiores produtores brasileiros de soja, deixaram de produzir mais de 15 milhões de toneladas do grão por conta desse fator climático.


A água representa cerca de 90% do peso da planta de soja e atua em todos os processos fisiológicos e bioquímicos existentes nesta cultura. Por isso, a disponibilidade de água no solo é um fator determinante para o seu pleno desenvolvimento, principalmente nas fases de germinação-emergência e floração -enchimento de grãos.


"A soja pode até suportar temperaturas mais altas, mas, quando há restrição de água, o dano para a planta é, muitas vezes, irreversível", avalia o pesquisador da Embrapa Soja José Renato Bouças Farias.


Entre as principais estratégias recomendadas para contornar o problema está a diversificação de culturas e a adoção de práticas de manejo do solo que melhorem a construção de perfil do solo para aumentar o armazenamento, o enraizamento em profundidade, a maior infiltração de água e o menor escorrimento superficial.


● Solução proposta

O pesquisador da Embrapa Soja, Henrique Debiasi, ressalta que o consórcio de milho com braquiária é uma alternativa de diversificação que gera pouca mudança no sistema operacional, mas que traz grande impacto à qualidade dos sistemas de produção. “Ao introduzir a braquiária no sistema produtivo, há aumento de palhada na superfície do solo e as raízes da braquiária funcionam como descompactadoras para melhorar a infiltração de água”, explica o especialista.


Ademais, o pesquisador explica que a palhada da braquiária reduz a evaporação de água e mantém o solo em temperatura adequada para o crescimento das raízes da soja. Porém, o mais importante é o trabalho feito pelas raízes da braquiária, que torna o solo mais fértil.

 

Se interessou pelo conteúdo?

Entre em contato conosco! Podemos entregar a melhor solução para sua propriedade Rural.

Ramo da Terra – Soluções Agrícolas e Ambientais

Av. Brasil Norte, 364, Sala 15, Ilha Solteira

Cel: (35) 98807-5190 (Guilherme)

Email: marketing@ramodaterraej.com

Facebook: facebook.com/ramodaterra

Site: https://bit.ly/ramodaterraej

 

Referências bibliográficas:


CANAL RURAL. Soja: pesquisador da Embrapa propõe solução para a falta de água na lavoura. Disponível em: https://www.canalrural.com.br/projeto-soja-brasil/soja-solucao-falta-de-agua/. Acesso em: 28 out. 2021.


CASTRO, Camila. Uso de soluções naturais minimiza impactos do estresse hídrico nas lavouras. Grupo Cultivar, 2021. Disponível em: https://www.grupocultivar.com.br/noticias/uso-de-solucoes-naturais-minimiza-impactos-do-e stresse-hidrico-nas-lavouras. Acesso em: 28 out. 2021.


MAIS SOJA. Déficit hídrico na cultura da soja. Disponível em: https://maissoja.com.br/deficit-hidrico-na-cultura-da-soja/#:~:text=As%20consequ%C3%AA ncias%20prejudiciais%20iniciam%20quando,o%20bom%20desenvolvimento%20da%20soja . Acesso em 28 out. 2021.


GONCALVES, S. L.; CATTELAN, A. J.; NEPOMUCENO, A. L.; OLIVEIRA, M. C. N. de; NEUMAIER, N.; FUGANTI-PAGLIARINI, R.; FERREIRA, L. C.; NASCIMENTO, W. B. da S. Efeito do estresse hídrico e variabilidade genética na arquitetura da raiz de soja. EMBRAPA SOJA, 2017



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo