Alertas de geadas

A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (FAESP) está monitorando a situação das quedas de temperaturas e condições climáticas favoráveis à possíveis geadas no Estado. De acordo com o presidente da FAESP, Fábio de Salles Meirelles, os produtores devem monitorar alertas de geadas para protegerem suas lavouras. O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu um alerta para o risco da ocorrência de geadas, com intensidade variando entre fraca e forte, que se espalha por todo o Estado de São Paulo e que deve se estender até esta sexta-feira (20/05).


“Neste período, manter-se vigilante sobre as condições climáticas é fundamental para que os produtores planejem suas atividades e tomem suas decisões”. “Reforçamos aos produtores rurais a importância de se informarem regularmente sobre as condições meteorológicas previstas, acompanhando os avisos que são divulgados diariamente pelo INMET, por meio de seu site, aplicativo ou rede sociais”, reforça o presidente da FAESP. Para a madrugada desta sexta-feira, 20/05, as temperaturas mínimas devem ficar entre 3ºC e 0ºC. É esperada a ocorrência de geadas nas regiões de Campinas, Vale do Paraíba, Macro Metropolitana Paulista, além do Sul e Sudoeste de Minas. Há ainda um alerta de perigo potencial de geadas por todo o interior do Estado. No final de semana, o frio deve perder intensidade, mas as madrugadas ainda continuarão frias.


Para que sejam evitados prejuízos causados pela geada e neve em suas lavouras, produtores buscam métodos capazes de “combater” tal fenômeno, e para o coordenador de fruticultura da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) Sergio Neres da Veiga, esses produtores deveriam utilizar a conhecida Irrigação por Aspersão que é capaz de criar uma camada congelada em volta de frutos, protegendo-os assim contra queimaduras e rompimento da pele devido às temperaturas negativas. Veiga também assinala uma antiga técnica por combustão ou fogueiras para se evitar as baixas temperaturas nas lavouras, que seria queimar tonéis com combustíveis ou lenha dentro do pomar para que se mantenha um ambiente com a temperatura um pouco mais elevada. Ele diz que a queima ainda é utilizada por agricultores que possuem poucas lavouras, pensando na fruticultura temperada e tropical, porém, a técnica de Irrigação por Aspersão acaba sendo mais viável para grandes lavouras.



 

Se interessou pelo conteúdo?

Entre em contato conosco! Podemos entregar a melhor solução para sua propriedade Rural.

Ramo da Terra – Soluções Agrícolas e Ambientais

Av. Brasil Norte, 364, Sala 15, Ilha Solteira

Cel: (35) 98807-5190 (Guilherme)

Email: marketing@ramodaterraej.com

Facebook: facebook.com/ramodaterra

Site: https://bit.ly/ramodaterraej

 

Referências bibliográficas:


MERLADETE, Aline. Produtores devem monitorar alertas de geadas. 2022. Disponível em: https://www.agrolink.com.br/noticias/produtores-devem-monitorar-alertas--de-geadas_465914.html. Acesso em: 19 maio 2022.


RURAL, Canal. Irrigação por aspersão evita queimadura dos frutos durante geada, diz Epagri. 2022. Disponível em: https://www.canalrural.com.br/noticias/agricultura/irrigacao-por-aspersao-evita-queimadura-dos-frutos-durante-geada-diz-epagri/. Acesso em: 19 maio 2022.



0 comentário